O que eu devo tocar

Um Músico ou Cantor deve Tocar só o Que Faz Sucesso?

Devo tocar a música que eu gosto, minhas músicas autorais registradas ou tocar o que está fazendo sucesso? Eis a questão…

Independente do segmento, muitos músicos que conseguiram viver de música tocando em barzinho ou em shows maiores alguma vez (por vontade ou necessidade) já tocaram em bandas de segmentos musicais diferentes dos que eles estão acostumados.

O fato é que alguns músicos se sentem frustrados por não conseguir tocar o que gostam e não sabem o que fazer para resolver este problema.

Infelizmente, não conheço a solução ideal. Como sempre digo, cada caso é um caso, mas vamos ver os dois principais:

Se você é músico

Se você é um músico e não precisa necessariamente utilizar a sua imagem como marca do seu trabalho, não há nada de errado em tocar vários estilos musicais. O problema é quando você é “forçado” a tocar músicas que não gosta. Isso sim é um saco!

Nesses casos, você pode procurar em grupos de Facebook ou até mesmo no Google por comunidades que gostam do mesmo segmento que você está atuando e tentar ingressar neste meio.

Se na sua cidade não tem espaço para o segmento musical que você gosta (infelizmente é o que acontece em muitos casos), você pode planejar uma mudança de cidade. Mas se também não quer morar em outro lugar, pode pensar em trabalhar tocando músicas que gosta pela internet, seja dando aulas de música online ou produzindo músicas para jogos, filmes, etc.

Se você é cantor

No caso dos músicos, a escolha de tocar música de sucesso ou tocar o que você gosta ainda existe, mas se você é um cantor você não tem essa alternativa. Você deve tocar o que ama e encontrar o público-alvo que se identifica com o seu gosto musical.

“Ah, mas se eu tocar o que eu gosto, nunca vou fazer sucesso na música…”

Não exatamente.

Talvez você não tenha parado para pensar, mas você vive em um país com mais de 200 milhões de pessoas e, não importa o tipo de música que você goste, sempre vai existir um grupo de pessoas que irá se identificar com você.

E quer uma notícia ainda melhor?

A maior parte dessas pessoas está conectada à internet todos os dias, seja pelo celular ou computador.

O que você não pode fazer é seguir modinhas e tocar músicas que você não gosta simplesmente porque elas “estão fazendo sucesso”.

Fazendo isso, você pode até acertar algum hit e ter seus 15 minutos de fama, mas não vai demorar até seu público perceber que você está fazendo seu trabalho apenas pelo sucesso e não está fazendo sua arte com amor. E isso vai fazer você perder seu público tão rápido quanto ganhou.

Carnaval para Músicos

O carnaval é uma festa tradicional brasileira e uma ótima oportunidade para quem trabalha com música ganhar uma grana extra. Diversas prefeituras liberam verba para festas e contratam músicos regionais para tocar.

Aproveite esta oportunidade. Se você tem uma banda ou é músico, procure a secretaria de cultura da sua cidade e se informe sobre como participar dos eventos. Em breve traremos mais novidades aqui no blog sobre como apresentar um projeto para captação de recursos, fique ligado.

Bom carnaval!

Violão para Iniciantes

Quais os melhores cursos de violão para iniciantes?

Está procurando bons cursos para começar os seus estudos de violão? Temos aqui duas dicas de ouro para você começar o mais rápido possível. São ótimos cursos para iniciantes e temos certeza que você irá amar os dois. Vamos conhecê-los?

TOP 1 – Curso de Violão: Você Pode Tocar

Um curso ministrado pelo Renato Faleiro, músico profissional há mais de 15 anos, formado pela UFG. O curso de violão online Você pode Tocar possui 7 módulos com 56 aulas e um material bem estruturado que proporciona ao aluno estudar diversos temas.

No módulo um, o aluno aprenderá desde a postura, partes do instrumento, ritmos até acordes, progressões e pestanas. No módulo dois, ele desenvolverá ritmos, progressões, cifras, tablaturas e repertórios. No módulo três será a vez de estudar um pouco do ritmo bossa, acordes dominantes, solos, etc.

No módulo quatro os temas são: todas as notas no violão, ritmos, repertórios, acidentes musicais, entre outros. Já no módulo cinco, os temas são o ritmo reggae, como afinar de ouvido, mudanças de tonalidade, etc.

No módulo seis, serão vistas diversas escalas, acordes em tríades e tétrades, etc. E no sétimo módulo será visto re-harmonização, campo harmônico, etc. Para conhecer mais sobre o curso, clique aqui.

TOP 2 – Fórmula Violão

É um ótimo curso para iniciantes no violão, o curso é ministrado pelo professor Fábio de Amorim, ele é músico há mais de 15 anos, blogueiro, empresário e palestrante. Possui um método de lecionar único, e reuniu nesse curso, as suas experiências em todos esses anos. O curso possui seis módulos, com quatro níveis diferentes.

Com um total de 100 aulas ele já conta com mais de 2.500 alunos. No curso o aluno irá aprender diversas técnicas que irão dar o suporte necessário para a aprendizagem e a evolução no estudo do violão.

No nível 1, o aluno aprenderá vários exercícios que lhe darão suporte para aprender os primeiros acordes, dedilhados e ritmos de maneira totalment4e organizada e prática, tudo isso através de planos de estudos direcionados.

Já no nível 2, o aluno aprenderá como desenvolver a coordenação motora para executar acordes em conjunto com ritmos. Nessa etapa você saberá um segredo dos ritmos nunca revelado antes.

Já no nível 3, o aluno aprenderá escalas musicais, um dos assuntos mais importantes para o desenvolvimento de solos, riffs, improvisos, e etc. No quarto nível, será visto harmonia musical, campo harmônico e seus segredos, tudo de forma simples e prática. Conheça o Fórmula Violão.

Com esses dois cursos, será muito difícil você não aprender a tocar violão. Não espere mais, comece agora, e bons estudos!

Como Aprender a Tocar Sanfona

Como Aprender a Tocar Sanfona sem sair de Casa

Comprou uma sanfona e não tem tempo para ir a uma escola de música ou está sem dinheiro no momento para poder investir nos estudos? Não se preocupe, nós do Baikus Music temos a solução para o seu problema. Neste artigo daremos dicas de como aprender a tocar sanfona sem sair de casa, e ter bons resultados.

Com as responsabilidades diárias e a imensa correria do dia a dia fica difícil se deslocar para frequentar um conservatório ou uma escola de música, sem falar de que uma sanfona tem em média de 6 a 10 quilos, só isso já dificulta a locomoção, e também há a dificuldade que os alunos passam para achar um professor. Trouxemos para você dicas de como aprender a tocar sanfona sem sair de casa.

Youtube

Não é novidade para ninguém que o youtube é um dos locais na internet onde você pode aprender quase tudo, e se tratando de aprender a tocar sanfona, ele não fica devendo nesse quesito.

Você pode encontrar vários vídeos de pessoas ensinando como tocar sanfona, desde as primeiras notas, músicas fáceis, a assuntos de níveis mais avançado, geralmente professores deixam seus cursos a venda, caso o aluno se interesse em aprofundar ainda mais o conhecimento.

Aulas de Sanfona

Nesse curso de sanfona, que o Pedrão sanfoneiro, se encarrega de ministrá-lo, é um curso bem completo, com 48 conteúdos abordados, é um dos melhores cursos para quem deseja aprender a tocar sanfona sem sair de casa.

Nele você irá ver de tudo, formação de acordes, diversas escalas, arpejos, exercícios de baixo, tudo desde o mais básico, até o avançado, com certeza é uma ótima opção.

Quantos Estilos Musicais uma Banda Pode Tocar?

Alguns artistas podem até parecer ecléticos, mas na maioria dos casos todos eles são reconhecidos pelo público por se posicionarem em apenas um segmento musical.

O ideal é você escolher um estilo musical principal e, dentro dele, incorporar outros estilos que fazem parte do seu repertório.

Exemplo: se você gosta de Rock e música sertaneja, escolha um deles para ser o seu principal e incorpore elementos do outro nas suas músicas. Não há problema algum em diversificar seu repertório, mas é necessário você escolher em qual prateleira seu disco vai ficar na loja.

O próprio mercado precisa disso para catalogar as milhares de músicas que existem e segmentar para o público comprador.

Alguns tipos de posicionamento artístico

Você pode se posicionar no mercado musical de diversas maneiras e todas elas podem gerar resultado. Escolher um ou outro posicionamento é uma simples decisão baseada nas suas experiências de vida e seu gosto pessoal.

Com relação ao segmento musical, veja três exemplos de posicionamento que você pode seguir:

Estilo Raiz

Você pode se posicionar na indústria musical como um artista ou banda que vai sempre na contra-mão do mercado popular, que toca apenas música de raiz (sertanejo, samba ou rock tradicional), como por exemplo a dupla Mayck e Lian ou o Arlindo Cruz.

Popular

Pode se posicionar como um artista ou banda popular, que tem o objetivo principal de emplacar músicas na rádio e manter-se no circuito de shows da sua região. É o posicionamento com maior concorrência, já que maioria dos artistas buscam os mesmos objetivos.

Clássico

Pode também ser um artista clássico e tocar em ambientes que procuram por músicas mais bem formuladas e que tem um público com poder aquisitivo mais alto. Estes são apenas alguns exemplos, mas existem vários outros. Nada impede um artista popular de colocar uma música raiz no seu repertório e nada impede um artista clássico de tocar uma música popular ao lado de uma orquestra. O mais importante sempre é saber qual o seu posicionamento principal dentro do mercado da música.

estratégia de posicionamento artístico

Segundo o especialista em marketing musical, Lucas Xavier, que trabalha há quase 10 anos com artistas do mercado musical brasileiro, existe uma certa tendência que funciona bem desde os anos 60. Segundo Lucas, primeiro o artista se posiciona em um estilo musical e faz um trabalho primoroso dentro dele (pode-se incorporar outros estilos dentro do seu trabalho, mas um deve prevalecer sobre os outros).

Aos poucos, após ter se destacado e ganhado seu espaço, você vai surpreendendo seu público com outras coisas que eles gostam e que nunca esperariam que você fizesse.

Após anos de uma carreia consolidada você tem o direito (ou licença poética) de fazer o que quiser. Você terá um público tão fiel que ninguém irá se importar de ver você tocando algo que nunca havia feito antes. Pelo contrário. O gatilho mental da curiosidade fará com que eles busquem sua música como loucos, só para ver como ficou. Olhe o exemplo do Roberto Carlos, que em 2012 lançou um Funk Melody “Furdúncio” com 457.322 visualizações (e muito mais que isso em vendas).

Bem Vindo ao Nosso Site

Seja muito bem vindo ao Baikus Music. Somos uma loja de instrumentos e criamos este blog para compartilhar com você conteúdos sobre instrumentos musicais, aulas de música e vários outros assuntos interessantes sobre o mercado musical.

Esse blog foi feito pra você que é músico profissional ou amador. Iremos publicar várias dicas para quem quer aprender a tocar qualquer instrumento, sobre como profissionalizar sua carreira e ser um músico profissional e etc.

Fique a vontade para nos enviar um e-mail com alguma sugestão. Nosso contato é baikusmusic@gmail.com Fique ligado nos próximos posts.